A nova geração de Marketplaces e o futuro do trabalho

Com o desemprego estimado em 20 a 30%, a par da Grande Depressão, a crise do COVID-19 anuncia um momento único no século no mercado de trabalho.

A nova geração de Marketplaces e o futuro do trabalho

Com o desemprego estimado em 20 a 30%, a par da Grande Depressão, a crise do COVID-19 anuncia um momento único no século no mercado de trabalho.

Os buracos causados pela pandemia criaram um choque de demanda massivo, mas temporário, para o mercado de trabalho. Eles também aceleraram muitas tendências de longo prazo que criarão mudanças permanentes no trabalho que fazemos e como o fazemos. Quando a economia finalmente se normalizar, a demanda por trabalho se recuperará, e o trabalho se recuperará, mas as mudanças na oferta e na demanda resultarão em um conjunto novo e considerável de necessidades não atendidas do mercado para a colocação de empregos.

Quando isso acontece, os marketplaces on-line serão uma ferramenta crítica para que as pessoas voltem ao trabalho com rapidez, eficiência e escala. Eles também possibilitarão novas maneiras de as pessoas desenvolverem as habilidades necessárias para ter sucesso e trabalhar de maneira cada vez mais remota e distribuída.

Como já escrevi antes, em uma crise, os fundadores devem procurar maneiras de jogar para vencer, e não apenas sobreviver. Raramente houve um momento mais oportuno para criar soluções para as mudanças no mercado de trabalho. A próxima revolução no trabalho será muito maior do que a que vimos com a ascensão da economia que saiu da ultima crise financeira global.


As 4 tendências na próxima geração de mercados de trabalho on-line:

  1. Maior complexidade: Marketplaces estão migrando para o capital humano especializado e com uma maior complexidade de serviço.
  2. Experiência aprimorada: os mercados estão evoluindo para maior verticalização e assumindo maior parte da cadeia de valor.
  3. Mão-de-obra habilitada por tecnologia: as startups capazes de usar sua tecnologia para agregar valor à sua mão-de-obra poderão desbloquear a oferta latente e oferecer uma melhor experiência para os dois lados do marketplace.
  4. Re-qualificação e qualificação: a educação e o trabalho sempre estiveram intimamente associados, mas cada vez mais começarão a acontecer na mesma plataforma.

Acredito que há uma enorme oportunidade aqui, não apenas para os fundadores, mas para a nossa sociedade e economia em geral. Somos entusiastas de longa data em mercados de bens, serviços e informações com experiência operacional na criação de mercados e efeitos de rede.

Os fundadores que puderem entender e capitalizar as tendências que descreveremos abaixo estarão bem posicionados para criar a próxima geração de empresas icônicas do mercado de trabalho e ajudar a redefinir o futuro do trabalho.

Encontrando o ponto ideal: o espectro da complexidade do trabalho

A primeira e mais importante tendência que vemos nos Marketplaces de serviços é a integração de trabalhadores cada vez mais qualificados e a oferta de maior complexidade de serviço.

A primeira geração de Marketplaces a atingir escala - agora empresas maduras como Uber, Airbnb, 99taxi, Quintoandar - permitiu que os usuários do lado da demanda correspondessem rápida e facilmente a um entregador, motorista ou construtor de móveis. Esses trabalhos são relativamente simples: com baixa ocupação, bem definidos e exigindo um baixo limiar de habilidade para serem executados: a chamada “Gig Economy”.

Isso significava que o lado da oferta era relativamente comoditizado, com pouca diferenciação entre trabalhadores diferentes, além de um simples sistema de classificação e revisão, e o lado da demanda buscava constantemente novos tipos de trabalho. A primeira geração de Marketplaces foi, portanto, capaz de corresponder fácil ou mesmo automaticamente a uma base de suprimentos comoditizada para realizar tarefas definidas e específicas sem muita ameaça de desintermediação. As constantes mudanças nas necessidades do lado da demanda geram alto envolvimento e frequência, o que cria um negócio sustentável.
Com as empresas já dominando alguns dos espaços e os consumidores e empresas se sentindo mais à vontade com a seleção de mão de obra on-line (Estamos no timing certo), a próxima geração de Marketplaces de serviços está enfrentando uma maior complexidade da oferta de serviços.

Mas existe um lugar para novos marketplaces de serviços, aqueles que estão entre o já conhecido Gig Economy e trabalhos temporários e uma alta frequência de uso, e o mercado de trabalho profissional, de profissionais qualificados ou o que podemos chamar de talento da nova informação que lida com trabalhos complexos e alto grau de diferenciação, de difícil categorização entre os profissionais. Chamamos isso da economia dos talentos, onde a Internet permite que talentos com habilidades definidas e entendidas sejam conectados aos empregadores potencialmente em um instante.

A área anterior já é dominada por operadores de economia verticalizada como Rappi, Getninjas, Uber, enquanto a segunda é bem servida por operadores horizontais como LinkedIn, indo atrás da economia do conhecimento.
Embora o LinkedIn tenha quase duas décadas, acreditamos que o LinkedIn ou o Indeed não serão substituídos por novos mercados verticais, mas serão complementados por eles. Os efeitos de rede de seus principais operadores de informações são fortes demais.

Também é importante notar que uma grande parte do grupo de trabalho não possui perfis do LinkedIn porque é irrelevante para o tipo de trabalho que eles realizam. Isso sugere que os novos marketplaces verticais líderes desenvolverão seus próprios perfis, destacando habilidades e experiências relacionadas ao setor em particular.
A economia de talentos tem a ver com identificar grupos de trabalho padronizados e atribuídos o suficiente para que os usuários do lado da demanda possam encontrar rapidamente o que procuram com uma pesquisa rápida. A RigUp é uma empresa exemplo neste espaço. O RigUp combina trabalhadores de petróleo e gás com empregos temporários em plataformas de petróleo. A oferta de mão-de-obra possui habilidades explícitas - habilidades que são fáceis de avaliar e rotular. Além disso, a natureza do trabalho exige um esforço constante de contratação.


Existem muitas outras que também se enquadram nessa categoria. Por exemplo, se você procura contratar uma enfermeira ou alguém da área da construção, pode estar procurando certas habilidades, certificações e outros atributos padronizados que tornarão uma decisão de contratação muito mais rápida e fácil do que pesquisar manualmente os currículos (ou perfis do LinkedIn )
Embora seja necessário fazer mais esforço para qualificar candidatos nessas categorias do que contratar alguém para montar uma TV ou lhe entregar seu jantar, a padronização de atributos rígidos, como diplomas e certificações, facilita a filtragem de candidatos. Com uma filtragem mais forte, o lado da demanda pode concentrar seu tempo nos “soft skills” que são mais difícies de definição.

Experiência aprimorada via verticalização e propriedade sob transações

Através do estudo dos Fintech marketplaces , observamos que as leis da física nos mercados pressionam-nos a se concentrar incansavelmente no aumento da experiência do usuário e no aumento de uma porcentagem de captura de receita que flui pelo mercado.

Isso, por sua vez, leva a uma maior verticalização para melhorar a experiência do usuário e também ao fornecer mais serviços aos participantes - em especial o aprofundamento da integração na empresa por meio de ferramentas SaaS.

Os Marketplaces de serviços não são exceção. É recomendável que novos mercados adotem um foco vertical, permitindo uma maior participação na transação. Há um esforço incansável no sentido de oferecer melhores experiências para trabalhadores e empregadores e, na maioria dos casos, isso exige a construção de uma vertical específica para atender às necessidades de trabalhadores e empregadores nesse setor de mercado. Com maior correspondência e eficiência por meio de especialização e automação, os mercados são capazes de cobrar taxas de transação mais altas.

O foco vertical é fundamental. Habilidades, atributos, qualificações e certificações variam muito de acordo com o setor; portanto, a falta de foco reduz a experiência do usuário ao adicionar inchaço e ineficiência no processo de correspondência e descoberta. É muito mais difícil encontrar com rapidez e eficiência uma oportunidade de emprego ou candidato a emprego relevante em uma plataforma horizontal do que um mercado criado especificamente para a sua vertical.

O foco vertical também permite que os marketplaces expandam sua oferta além do fornecimento e potencialmente incorporem profundamente nos sistemas de RH das empresas ou nas carreiras dos trabalhadores. Por exemplo, o RigUp fornece uma mistura de trabalhadores terceirizados com um conjunto de habilidades específicas, além de oferecer conformidade e segurança.

Um passo além é a monetização e a incorporação do lado da oferta. Os marketplaces têm um incentivo e uma oportunidade clara para melhorar a experiência adicionando soluções de folha de pagamento, financiamento e seguro diretamente à plataforma. Desde que o lado da demanda tenha liquidez suficiente, o que é mais fácil com mais mão-de-obra comoditizada, isso diminui o turn-over para outras plataformas e aumenta a eficiência.


O próprio modelo de monetização deve variar de acordo com o setor. Existem dois modelos básicos: o modelo de “Outsourcing” de cobrar uma porcentagem contínua de salário, ou o modelo de "agência de recrutamento" de cobrar uma taxa inicial. Quanto maior a rotatividade e menor o salário, mais o outsourcing é apropriado.

Por fim, como Marketplace de talentos, é importante observar que o modelo de emprego e a escassez de funções são uma grande variável para decidir de que lado do mercado concentrar seus esforços. Se, por exemplo, os trabalhadores são contratados para empregos semi-permanentes ou permanentes, faz mais sentido concentrar-se no lado da demanda. É aí que normalmente fica a restrição no mercado. Os empregadores serão os usuários de alta frequência; portanto, se você possuir o lado da demanda, o lado da oferta entrará em contato com você quando eles estiverem em um período de transição ou procurando emprego.

Por outro lado, com períodos curtos de emprego, focar mais no lado da oferta primeiro faz mais sentido, porque os trabalhadores terão maior frequência de uso.


Trabalho habilitado através da tecnologia desbloqueia maior oferta


Desbloquear o suprimento latente é a chave para o sucesso de um marketplace de serviços. Uma maneira interessante de fazer isso é via tecnologia e automação. Os Marketplaces de serviços mais interessantes tendem a ser onde você pode usar a tecnologia para aumentar o valor que a mão-de-obra fornece. Com o aumento da especialização do trabalho, vem a crescente relevância da automação.

Qualquer tipo de trabalho em que a tecnologia ou a automação possa ser usada para incorporar orientações específicas sobre como fazer esse trabalho por meio do aplicativo no ponto de serviço criará um valor enorme ao desbloquear o suprimento latente - facilitando e diminuindo o limiar de treinamento, habilidade ou experiência necessária para que os trabalhadores possam executar um trabalho com excelência. Isso pode acontecer por meio da experiência do lado do trabalhador ou do lado do empregador.

Como discutido anteriormente, as ferramentas SaaS também são uma boa maneira de impulsionar um marketplace. Se você pode fornecer uma ferramenta SaaS poderia incorporar aos sistemas de RH executando a folha de pagamento ou o “sourcing” de candidatos, por exemplo, automatizando a questões de compliance e licenças. Isso pode ajudar a aumentar o lado da demanda enquanto você lida com o problema do ovo e galinha, qual deve ser a sua prioridade no início ?

O setor de recrutamento e seleção é altamente fragmentado. Havia mais de 20.000 empresas de recrutamento e seleção nos EUA em 2018, a maioria com tecnologia muito limitada. Essa fragmentação é uma ordem de magnitude maior quando se considera o número de empregadores existentes.


Re-qualificação e qualificação: mercados de trabalho e o futuro do trabalho


A orientação e o treinamento habilitados pela tecnologia terão o benefício de desbloquear um pool maior de suprimentos, que agora é mais relevante do que nunca. Com o ritmo de mudança da economia apenas aumentando, treinamentos contínuos e a re-qualificação de mão-de-obra são de importância premente.


O treinamento e a orientação no trabalho via tecnologia agora são muito mais viáveis ​​com a adoção móvel em larga escala. Já vimos como a aplicação da tecnologia móvel aumentou consideravelmente a eficiência e o desempenho do trabalho em tudo, desde a entrega de alimentos até a caminhada com cães, e as instruções móveis no ponto de serviço também liberaram novos tipos de trabalho que não existiam antes, como na Encontre um Nerd, por exemplo. Além disso, a situação em home-office e os efeitos trazidos pelo COVID aceleram este processo, o que torna a mudança de hábitos menos difícil.

Esse mesmo princípio pode ser aplicado a trabalhos mais complexos e qualificados. Por exemplo, a Smith.AI usa a automação para evidenciar seus serviços de recepcionista virtual, um exemplo de aplicativo e método chamado de “Human on the Loop AI”  que pode ser aplicado a outras categorias.

Os Marketplaces anteriores tiveram uma má reputação por oferecer uma qualidade de serviço medíocre ou um baixo padrão de mão-de-obra. Com treinamento, capacitação técnica e aperfeiçoamento é uma maneira de a próxima onda de Marketplaces antecipar esse problema e, ao mesmo tempo, proporcionar uma maior diversidade de opções para os trabalhadores.

Isso também beneficia os marketplaces, reduzindo a rotatividade do lado da oferta, pois é improvável que os trabalhadores continuem fazendo a mesma coisa sem oportunidade de avanço ou progresso por muito tempo. À medida que a automação e a tecnologia melhoram, Marketplaces podem até encontrar-se na posição de substituir sua própria mão de obra. Um exemplo é o Uber, que está construindo uma frota de veículos autônomos, conseguiu imaginar?

Portanto, é uma responsabilidade e uma boa estratégia para os Marketplaces de serviços antecipar interrupções no lado da oferta e reequipar seus usuários para as demandas e constantes mudança no mercado de trabalho. Caso contrário, toda a defensibilidade que você constrói agregando um conjunto de mão-de-obra evapora com a marcha inexorável da automação.


Um trabalho de amor: construindo um mercado escalável


Houve milhares de tentativas de construir marketplaces em dezenas de verticais. O que divide os sucessos dos fracassos se resume basicamente a duas coisas:


1. Conseguir liquidez

2. Redução da desintermediação


A liquidez ocorre mais facilmente quando você é capaz de captar a atenção dos participantes quando eles estão procurando uma solução. Quanto maior a frequência da necessidade, do lado da oferta ou da demanda, mais fácil é reter sua atenção.

Além disso, quanto mais móvel o pool de mão-de-obra ou a natureza do trabalho, mais fácil é obter liquidez e, portanto, obter uma correspondência bem-sucedida. O sucesso inicial da Upwork, que depende inteiramente de trabalho remoto, contrasta com as muitas falhas na construção de marketplaces hiper-locais como por exemplo de domésticas. De várias maneiras, a aceleração das tendências do trabalho remoto no trabalho devido ao COVID-19 facilitará a formação de novos mercados. Os empregadores estão se adaptando ao trabalho com equipes distribuídas e vendo o valor nele e isso por si só abrirá novas oportunidades de mercado.

A desintermediação, por outro lado, é a desgraça dos marketplaces. É aqui que o lado da oferta ou demanda contorna o mercado, geralmente como resultado da falha em fornecer valor suficiente para as taxas ou porque há maior conveniência e confiança para os participantes interagirem diretamente. Mais uma vez, a verticalização e o uso da tecnologia para criar recursos nos quais os usuários de ambos os lados obtêm valor ao manter a participação na plataforma é fundamental para resolver o problema.

Alguns casos de uso ou verticais são mais propensos a sofrer desintermediação aguda do que outros. Em particular, marketplaces onde os participantes exigem altos níveis de conveniência e confiança são propensos à desintermediação. Isso é especialmente verdade quando é fácil estabelecer acordos substitutos sem a ajuda do marketplace após a partida inicial entre comprador e vendedor. Serviços de babá e serviços como encanador e marceneiros são exemplos-chave. Nestes casos existem outros tipos de negócio que poderiam dar certo como geração de leads e leilão de atendimentos, mais como publicidade e menos como marketplace.

Além disso, quanto maior o salário por hora e a frequência de contratação, normalmente maior a receita que flui através da plataforma para permitir que um Marketplace  prospere.


O potencial transformador dos Marketplaces de talentos e serviços


Construir para o futuro do trabalho em tempos de crise não será fácil. Os fundadores precisam enfrentar os desafios da construção em uma crise - a incerteza de quando o mercado de trabalho voltará ao normal - enquanto aproveitam a oportunidade oferecida por milhões de trabalhadores que perderam o emprego e procuram trabalho.

Mas esse afluxo repentino de trabalhadores que procuram contratar é uma rara oportunidade de superar o problema do ovo ou da galinha que dificulta a construção de mercados em circunstâncias normais. Além disso, estamos vendo uma "re-plataforma" de como o trabalho está sendo realizado na maioria dos setores, à medida que os empregadores adotam o trabalho remoto e as equipes distribuídas. Os marketplaces em todas as verticais terão uma chance única de ganhar força e aumentar seus efeitos na rede.

Se você está pensando em construir um Marketplace, nunca houve um momento melhor. Existe um ímpeto econômico que ocorre uma vez no século e as tecnologias capacitadoras estão lá. Incentivamos você a começar a construir e a falar conosco para ajudar você a começar.

Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Você também pode gostar de...

Veja Mais
Receba uma proposta personalizada dos nossos consultores de suporte:
Recebemos suas informações e entraremos em contato em breve.
Oops! Something went wrong while submitting the form