Dicas para técnicos de TI: Ferramentas e recursos tecnológicos


Há 10 anos os smartphones e muitas inovações tecnológicas estavam no começo e não mostravam grandes benefícios para grandes empresas. Hoje, no final de 2020, muitas empresas não lembram como eram suas vidas antes dessas ferramentas essenciais para o desenvolvimento de um negócio.

Você lembra como era sua vida antes da possibilidade de trabalhar remoto, de ter um smartphone capaz de rodar aplicativos da empresa e ter acesso à dados e informações dos servidores por um dispositivo que cabe no bolso da sua calça jeans?

É muito difícil lembrar não é mesmo? Ao pensar em todas as comodidades e possibilidades que ferramentas e recursos tecnológicos podem proporcionar, criamos essa pequena lista de itens que não podem ficar de fora da sua rotina como um profissional de TI. 

Confira algumas dicas de ferramentas e recursos tecnológicos que farão total diferença em sua rotina, de toda a equipe do departamento de TI e até mesmo da cultura do negócio.

Continue com a gente e boa leitura!

1. Software de gerenciamento de tarefas

Existem muitos benefícios ao investir em um software de gerenciamento de tarefas, especialmente para equipes inteiras.

A produtividade depende exclusivamente da sua organização, eficiência de cumprir prazos e colaboração de equipe.

Um software de gerenciamento de tarefas vai garantir que todo gestor de TI e equipes de TI consiga gerenciar da melhor maneira possível as tarefas de modo eficaz.

Os benefícios de um software de gerenciamento de tarefas são:

  • tudo em um só lugar
  • priorização de tarefas
  • possibilidade de acessar os dados de qualquer lugar e em qualquer hora
  • visão geral de todas as tarefas
  • aumento de produtividade
  • delegação de tarefas
  • rastreamento do tempo gasto em cada projeto ou tarefa
  • compartilhamento de arquivos e documentos
  • aproximação do time
  • automação de tarefas recorrentes

2. Agendamento de reuniões

A tecnologia, quando usada de modo consciente, é uma “mão na roda”. 

Do mesmo jeito que a tecnologia pode tornar a produtividade algo difícil (como aplicativos e redes sociais), a tecnologia pode organizar projetos, agendas, reuniões e colocar toda a programação em ordem.

Quando uma equipe ou um profissional tem toda a sua programação organizada, isso vai garantir mais produtividade e até mesmo felicidade.

Além disso, a tecnologia vai permitir:

  • melhor gerenciamento da sua agenda e reuniões
  • melhor gerenciamento de tempo
  • reuniões mais dinâmicas e inteligentes

3. Assinaturas eletrônicas

Mesmo depois de otimizar todos os processos para reduzir as burocracias de uma empresa, não tem jeito, a produtividade sempre é impactada por causa de determinados processos que não podem ser eliminados para manter informações, investimentos e até mesmo segredos empresariais em segurança.

Uma das ferramentas tecnológicas criadas para aliviar o excesso de burocracias dentro de uma empresa foram as assinaturas eletrônicas, ou seja, é possível enviar um documento de forma eletrônica e “assiná-lo” com um certificado.

Existem muitas opções no mercado que podem ser usadas. Basta você encontrar aquela que se encaixa com as necessidades da sua equipe e negócio e agilizar todo o processo.

4. Videoconferência em época de pandemia

As videoconferências se tornaram o “novo normal” na vida das pessoas em todo o mundo. Esse tipo de reunião se tornou fundamental para as equipes se atualizarem e organizarem a rotina das empresas em época de distanciamento social.

Mesmo que “a normalidade” volte ao que era antes, as videoconferências ganharam força e são ótimas estratégias para as empresas que vão continuar com os trabalhos remotos e até mesmo para atender clientes que estão em outras cidades ou países.

Existem muitas ferramentas de videoconferência gratuitas e pagas online. É necessário que cada empresa encontre aquela que atenda às necessidades das empresas e equipes, sem afetar a produtividade.

5. Internet das coisas

A internet das coisas tem sido uma pauta comum entre muitas organizações. 

Para quem ainda não está por dentro desse termo, a internet das coisas é usada para descrever o uso de objetos inteligentes que se conectam à internet.

Inclusive, esse termo pode ser usado para descrever a rede virtual que é responsável por fazer a comunicação entre todos os dispositivos, isso inclui dispositivos como geladeiras, relógios inteligentes, trincos de chaves e muito mais.

A internet das coisas tem ganhado espaço nas casas dos amantes da tecnologia, mas está aos poucos ganhando seu espaço nas empresas, já que ela permitiu a automação completa algo alcançável.

A IoT (internet of things) conseguiu transformar os setores mais tradicionais ao combinar os mundos físico e digital. Investir nessa tecnologia vai permitir a agilização de processos de negócios e, como consequência, aumentar a produtividade em larga escala sem necessariamente aumentar a carga horária de trabalho. Melhores produtos, serviços e qualidade de atendimento.

6. Computação em nuvem

Ao invés de montar uma infraestrutura própria do zero, é possível as empresas alugarem espaços em nuvem para rodar qualquer coisa, desde aplicativos a armazenamento de um provedor de serviço em nuvem.

Os benefícios que acompanham a computação em nuvem são incríveis, como a possibilidade das empresas evitarem altos custos com infraestrutura e toda a complexidade de manter uma em seu negócio. Você paga apenas pelo que realmente usa.

Essa estratégia é perfeita para empresas que estão em crescimento e precisam de mais tempo para montar uma infraestrutura que suporte todas as suas necessidades, sem aumentar a inatividade.

7. Tecnologia “vestível”

Esse item é muito semelhante à internet das coisas, mas acreditamos que merece um tópico à parte.

A tecnologia vestível são os gadgets que as pessoas podem “vestir” e usar em seu dia a dia.

Temos os smartwatches que a cada edição vem ganhando novos recursos e mais interatividade. A Amazon acabou de lançar um óculos inteligente com a Alexa integrada, o Echo Frames. Visto de longe, parece um óculos normal, sem visores ou câmeras, mas possui um microfone e um pequeno alto-falante que permite o acesso ao Alexa em movimento.

São tecnologias que aos poucos seguem um caminho cada vez mais integrado.

Essas ferramentas e recursos tecnológicos são focados em pessoas físicas e não em empresas, mas nada impede que sejam usados para facilitar o dia a dia dos profissionais e a sua integração, no futuro, com recursos mais empresariais.


Gostou das nossas dicas sobre ferramentas e recursos tecnológicos? Acompanhe o programa Dell Expert Network para ficar por dentro de treinamentos,dicas e sugestões que vão melhorar a sua vida como profissional de TI!


Emoji de 2 dedos fazendo o V da vitória