Saiba o que é gestão de TI e quais os benefícios para a tecnologia do seu negócio

A gestão de TI permite gerenciar e monitorar todos os recursos e processos referentes às tecnologias usadas na empresa.

Ao passo que o mundo dos negócios continua a evoluir, uma das áreas mais predominantes de mudança é dentro da arena da tecnologia. Ela, em muitos casos, é para onde as empresas recorrem não só porque oferecem uma estrutura para o sucesso, mas também porque oferecem uma identidade. Por isso, a gestão de TI é essencial para as organizações, na direção do gerenciamento de sistemas de informação, hardwares, transações financeiras, armazenamento de dados, comunicação, entre outros.

A gestão de TI é o processo de supervisionar todos os assuntos relativos às operações e recursos de tecnologia da informação dentro da empresa. Ela assegura que todos os recursos e funcionários são utilizados de maneira efetiva para gerar valor para a organização.

Com isso, ela permite melhorar processos, otimizar a utilização de recursos e reforçar melhores práticas. A gestão de TI é imprescindível para qualquer empresa que deseje crescer e se destacar no mercado.

Quer saber mais sobre o assunto? Então acompanhe o artigo que preparamos!

O que é gestão de TI e quais suas características?

A gestão de TI, como uma disciplina de gerenciamento, é definida pelas práticas, políticas e procedimentos usados para gerenciar a seleção, implementação, uso e manutenção de todos os tipos de tecnologia da informação em todos os tipos de negócios e ambientes de trabalho.

Na prática, a gestão de TI é tanto uma função de negócios quanto um imperativo para as organizações. Nós todos sabemos que a tecnologia é essencial para muitas (se não todas) as operações de negócios.

Isso coloca dois pesos enormes em cima do TI. Primeiro, a tecnologia precisa funcionar e ser utilizada. E, então, a tecnologia precisa fazer a diferença - precisa servir a algum propósito e gerar valor.

É aí que o desafio começa. Como uma prática empresarial, a gestão de TI é muito mais do que só instalar e manter a tecnologia rodando (apesar disso ser bastante importante), mas sim usá-la de maneira a ajudar e transformar.

No mundo real, nenhum departamento de TI pode atingir seus objetivos sem credibilidade suficiente. Na realidade, gestores de TI precisam constantemente demonstrar que eles não só tem expertise técnica, mas também conhecem o negócio, como ele funciona e o que ele precisa agora e no futuro.

E para quê ter uma gestão de TI?

O TI sustenta quase todas as atividades de uma empresa. Automação, processamento de dados e conectividade abriram as portas para eficiências e capacidades impensáveis anteriormente. Hoje, é impossível separar a tecnologia de operações empresariais cotidianas.

Ao mesmo tempo, uma empresa se torna vulnerável se seus sistemas não performam bem ou falham. Uma rede fora do ar, dados perdidos ou um malware pode impactar severamente as operações. A gestão de TI tem como objetivo assegurar que os sistemas estão seguros, altamente disponíveis e funcionais.

A gestão de TI também toma a frente em adotar novos sistemas para melhorar a performance da empresa. Tecnologia emergentes, como machine learning, analytics, chatbots e blockchain podem revolucionar completamente a maneira de oferecer serviços.

As mudanças atuais são sem precedentes na história. Toda companhia está passando por grandes mudanças: automação no fluxo de trabalho, orçamentos de tecnologia descentralizada, adoção rápida de serviços baseados em nuvem e, mais recentemente, inteligência artificial como uma necessidade de negócios.

A importância da gestão de TI é alertar os negócios para investirem mais do que nos últimos serviços ou sistemas. A transformação digital requer inovação e pensamento estratégico. O estabelecimento de procedimentos padrões pode ajudar nesse quesito.

Para uma melhor gestão de TI, estabeleça padrões

Nós sabemos que o trabalho é mais fácil, e o sucesso é mais provável, quando você gerencia com um planejamento. Padrões pré-definidos de TI fornecem esse “roteiro”, dando a você práticas testadas e procedimentos para guiar planos de ação e decisões. As normas definem um patamar de como os projetos serão gerenciados e serviços serão entregues, poupando tempo, melhorando a qualidade e reduzindo custos.

Mas somente ter padrões não é o suficiente. Eles precisam ser os mais certos para suas necessidades. As normas certas serão sempre suficientemente praticáveis, realistas, relevantes e, sobretudo, flexíveis. Elas devem atender também às quatro maiores demandas de gerenciamento: planejamento estratégico, gerenciamento de problemas, desenvolvimento de políticas e projetos.

Estão são as áreas onde propósito, proficiência e produtividade são mais necessárias e podem ter o impacto mais significante.

Quais são as responsabilidades da gestão de TI?

Um ambiente de TI consiste em uma multitude de hardwares, redes e componentes de software incluindo computadores, servidores, roteadores, aplicativos e tecnologias mobile. Uma infraestrutura de TI pode estar nas dependências da empresa, na nuvem ou em uma plataforma híbrida que integre os dois.

É papel da gestão de TI monitorar e dirigir os sistemas de TI para assegurar que eles estejam sempre disponíveis e funcionais. As responsabilidades e tarefas da gestão de TI incluem:

  • determinar as necessidades do negócio para sistemas de TI;
  • gerenciar o orçamento e custos de TI;
  • monitorar a segurança e conformidade dos sistemas;
  • controlar a segurança da rede;
  • implementar novos softwares, hardwares e sistemas de dados;
  • providenciar suporte técnico;

Quais são os princípios da gestão de TI?

Dependendo do tamanho da sua empresa, você pode sugerir que sua companhia ponha em prática alguma estrutura de governança de TI, como controle de objetivos relacionados à tecnologia. Tenha à mão uma lista de diretrizes para te lembrar em quê você deve focar e como fazê-lo. Existem cinco princípios da gestão de TI que você precisa saber:

  1. alinhe o TI com os objetivos gerais da organização: em outras palavras, assegure-se que o TI está na mesma página que o resto da empresa com comunicações regulares com os executivos. Tenha certeza de que o que você está fazendo está ajudando o negócio a alcançar suas metas;
  2. certifique-se que seus projetos e investimentos forneçam o valor prometido: isso requer follow-up e monitoramento. Quando algo está claramente beneficiando a organização, continue; mas se algo não está entregando os resultados esperados, livre-se dele;
  3. gerencie seus recursos sabiamente, incluindo seus funcionários: procure por maneiras de absorver suas habilidades e forças individuais;
  4. gerencie riscos ativamente: tome o tempo necessário para entender os riscos envolvidos em cada área de suas operações e faça tudo para minimizá-los. Esteja atualizado sobre os últimos ataques cibernéticos e regulamentações da indústria que você deve seguir;
  5. rastreie sua performance: use métricas para demonstrar o valor da gestão de TI para sua empresa. As métricas têm o benefício de te dizer se você está atendendo às suas metas de performance e em quais áreas é preciso mais atenção.

A gestão de TI é imprescindível para o crescimento e segurança da empresa. Mas a importância de sistemas tecnológicos que funcionem e entreguem valor é muito maior. Quer saber tudo sobre o tema? Assine nossa newsletter!

Sobre o autor: Raphael Pires

Jornalista graduado pela PUC Minas e mestre em Comunicação pela UFJF. É produtor de conteúdo na iClips.

Daniel Tutida

Chief Marketing Officer at Eunerd.

Linkedin
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Você também pode gostar de...

Veja Mais

Agende um diagnóstico gratuíto

Durante sua consulta, conhecemos as necessidades de você e de sua família. Trabalhamos com você para desenvolver um plano de atendimento personalizado. Deixe-nos suas informações e entraremos em contato.

Quer falar com alguém agora mesmo?

Recebemos suas informações e entraremos em contato em breve.
Ops, deu erro! Tente novamente mais tarde