Mais produtividade: veja lista de sites para bloquear na empresa

Baixa produtividade, falta de segurança e distrações. Confira uma lista de sites para bloquear na empresa e evitar esses e outros problemas.

Nossa resposta à pandemia de COVID-19

Empresas que necessitam estruturar operações de Home-office e atendimentos de suporte de informática e infraestrutura de Ti contam com preço de custo durante o período de pandemia. Saiba Mais
X

Se você ainda não sabe porque deve pensar em uma lista de sites para bloquear na empresa, vamos te dar um dado curioso. Pesquisas comparativas costumam colocar o trabalhador brasileiro nas últimas posições em rankings de produtividade. É comum se deparar com especialistas afirmando que o serviço que o brasileiro gasta 1 hora para fazer, um trabalhador norte-americano realiza em 15 minutos.

Fatores como baixa qualidade de vida, mobilidade urbana ruim, baixa educação e capital físico ultrapassado nas empresas são alguns dos fatores que ajudam a explicar essa realidade. 

No entanto, nos trabalhos em que o computador é a ferramenta principal e a internet é o meio de se comunicar com o resto do mundo, outro detalhe também influencia na produtividade do trabalhador: dispersão em sites de entretenimento, redes sociais, vídeos, jogos ou bate-papo. 

A lista de sites para bloquear na empresa inclui serviços utilizados por todos nós no dia a dia: 

  • Redes sociais
  • YouTube
  • Netflix

E até mesmo sites pornográficos. 

Neste artigo vamos destacar cada um deles para te convencer a elaborar uma lista de sites para bloquear na empresa e aumentar a produtividade no ambiente de trabalho. Confira!

Por que elaborar uma lista de sites para bloquear na empresa

Um outro estudo, realizado ainda em 2013, alertava para o tempo que os trabalhadores gastam em redes sociais todos os dias durante o horário de trabalho. Para cada hora no escritório, o acesso a Facebook ou Twitter consomem 16 minutos. Isso representa praticamente 25% do expediente. 

Considerando uma jornada de 40 horas semanais, por exemplo, seria como se, a cada semana, o funcionário faltasse um dia e chegasse duas horas atrasado no outro. 

Desde que se chegou à conclusão de que não só as redes sociais, mas outros sites vem influenciando diretamente no rendimento dos funcionários, as grandes e mesmo as pequenas empresas começaram a adotar políticas para bloquear sites nos computadores. 

No entanto, antes de determinar o que deverá ser proibido e o que pode ser liberado, é importante conversar com a equipe para entender quais as ferramentas são úteis e quais são, realmente, uma fonte de desperdício de tempo no trabalho. Em empresas de comunicação, por exemplo, Facebook, Twitter e YouTube são fontes de informação e extremamente necessárias para a produção diária.  

Confira uma lista de sites para bloquear na empresa

1. Redes sociais

Como já dissemos, elas são um dos maiores vilões da perda de tempo no ambiente de trabalho, responsáveis por causar dispersão por longos períodos. O hábito de rolar o feed para ver as atualizações tem efeitos quase viciantes, o que acaba por consumir parte do horário de trabalho dos funcionários. Confira as redes mais utilizadas no ambiente de trabalho:

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • LinkedIn

2. YouTube

Já teve a sensação de ser sugado pela plataforma de vídeos do Google? Você começa vendo algo específico e, horas depois, continua no mesmo lugar, consumindo dezenas de vídeos emendados uns nos outros. O YouTube é um dos campeões de distração no trabalho e, se o trabalho realizado no escritório não depender dele, uma alternativa é bloqueá-lo.  

3. Netflix

Com uma base que se aproxima de 30 milhões de usuários no Brasil, a plataforma de vídeos é uma das mais acessadas em todo o mundo. E, por incrível que pareça, isso também ocorre no ambiente de trabalho. 

4. Sites pornográficos

Por incrível que pareça, o consumo desse tipo de material também ocorre no ambiente de trabalho. Nem é preciso explicar muito o porquê de bloquear esses endereços nos equipamentos corporativos, não é?

3 benefícios do bloqueio de sites na empresa

O aumento da produtividade é apenas um dos benefícios de uma lista de sites para bloquear na empresa. Confira mais alguns: 

Menos distrações

O ambiente de trabalho multitarefa, em que é preciso e possível realizar diversas coisas simultaneamente já tem uma predileção pela distração. Com a possibilidade de deixar uma ou mais abas abertas em redes sociais ou outros sites, essa prática pode aumentar. Diminuir as distrações significa focar mais no trabalho que deve ser feito. 

Mais controle sobre o trabalho

Se, para o seu ambiente corporativo, é importante que haja certo controle sobre o que os funcionários estão fazendo durante o expediente, a opção de bloquear sites pode ajudar no controle do que os colaboradores estão fazendo quando estão dentro das empresas. 

Há algumas soluções que vamos ver abaixo, em que é possível que uma extensão gere relatórios com dados sobre quanto tempo uma pessoa passou em cada site visitado no dia. 

Aumento da segurança no trabalho

É possível que algum funcionário seu baixe um programa em um site qualquer e, com isso, o seu sistema em rede pode ficar exposto a vírus e outros malwares. Portanto, bloquear sites com conteúdos maliciosos pode significar até mais segurança sobre dados sensíveis do seu negócio. 

Como bloquear sites no computador da empresa

Há algumas maneiras de tirar do papel aquela lista de sites para bloquear na empresa. Seja por meio de extensões, plugins ou mesmo alterações nas configurações do sistema. 

Se, no ambiente corporativo, os usuários costumam utilizar o Chrome como navegador padrão, é possível criar um usuário supervisionado no sistema. Com isso, além de bloquear sites indesejados, conforme a necessidade e o entendimento da empresa, a ferramenta também gera relatórios das páginas acessadas. 

Para isso, basta acessar o menu “Configurações” > “Pessoas” > “Adicionar uma Pessoa” e marcar a opção “Controlar e ver os websites que essa pessoas visita com o e-mail…”. Em seguida, basta alterar as configurações, conforme a sua necessidade. 

Uma outra possibilidade é instalar extensões que ajudam o usuário a controlar o tempo de uso em redes sociais. Uma delas é o Productivity Owl, para Chrome. Você consegue gerenciar, com ela, dias e momentos específicos em que alguns sites serão bloqueados. Dessa forma, você pode desativar o acesso a redes sociais e outros sites durante o horário de expediente e liberá-los nos intervalos.   

Agora, se sua ideia é ter um controle mais rígido sobre o que pode ou não ser acessado no ambiente corporativo, é possível bloquear sites em todos os dispositivos que estão conectados à internet do trabalho - até mesmo celulares, tablets e outros equipamentos. Para isso, é preciso bloquear os endereços no roteador utilizado no local. 

O primeiro passo é acessar o endereço 192.168.1.1 no navegador e digitar a senha do modem. Procure pela opção “Security” e, em seguida, “URL Filter” e adicione o endereço do site que você deseja bloquear. 

Pronto para tirar do papel? 

Fazer lista de sites para bloquear na empresa é uma prática cada vez mais comum, independentemente do ramo de atuação do negócio. Assim como também tem sido mais frequente a terceirização de serviços de tecnologia, sobretudo nas pequenas e médias empresas.

Se você não quer perder tempo procurando tutoriais (e errando) na hora de resolver algum problema que envolvem as máquinas e equipamentos, ou seja, a área de TI da sua empresa, não deixe de nos procurar. 


Os consultores da Encontre um Nerd podem ajudá-lo a fazer essa melhoria funcionar com precisão desde o primeiro dia. Entre em contato com a nossa equipe e conheça nossos serviços.

Suporte rápido de especialistas de tecnologia.

Saiba Mais e resolva rápido
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.

Você também pode gostar de...

Veja Mais

Não deixe sua empresa parar por problemas simples de suporte. Estamos aqui para te ajudar

Confira alguns dos serviços: