Em uma era de transformação digital, o número de empresas que investem em tecnologia e a aplicam em sua rotina cresce gradativamente.

Isso é um indício de que o mercado começou a abandonar sistemas e metodologias analógicas para dar as boas-vindas ao digital definitivamente.

O processo de informatização de serviços deve ser produtivo e lucrativo para o negócio, mas, em contrapartida, os diretores querem o melhor, sem um aumento significativo dos custos.

Enquanto a tecnologia é implementada, seja em um grande negócio, varejo ou até mesmo na abertura de uma nova loja, a configuração e instalação de dispositivos, inesperadamente, se transforma em um grande problema sem solução à vista.

Saber como identificar, gerenciar e implementar os dispositivos em um ambiente se mostra um desafio, especialmente para aquelas empresas ou lojas sem uma equipe de TI especializada e diante de tantas possibilidades tecnológicas no mercado.

Com um gerenciamento de ativos de hardware coerente, ao invés de lidar com um grande problema, o gestor passa a trabalhar com soluções rápidas, sem afetar o desenvolvimento do negócio e produtividade da equipe.

Continue a leitura para conhecer um pouco mais sobre a gestão de configuração e instalação de dispositivos.

O que é gerenciamento de ativos de hardware

O Hardware Asset Management (HAM), ou Gerenciamento de Ativos de Hardware em tradução livre, é um componente do IT Asset Management (ITAM), o Gerenciamento de Ativos de TI.

Com o gerenciamento de hardware, o gestor é capaz de criar um sistema para rastrear e gerenciar todos os componentes físicos necessários para que as equipes deem andamento às suas atividades, seja de modo remoto ou presencial, sem afetar a produtividade dos colaboradores e o desenvolvimento do negócio.

Programar a manutenção dos dispositivos, servidores, roteadores, impressoras e até mesmo sistemas de videoconferência e telefonia é essencial. Só assim você, gestor, evita que um setor inteiro pare de trabalhar porque algum dispositivo não funciona ou não foi instalado corretamente.

Impacto da gestão de configuração e instalação de dispositivos feita por um profissional

Com a gestão dos ativos (dispositivos) de TI e telecomunicação, o monitoramento de toda a infraestrutura é garantida e, consequentemente, a empresa evita que possíveis falhas venham impedir a produtividade de um time que trabalha no escritório ou em qualquer outra parte do mundo.

A gestão de ativos vai agir como um troubleshooting, uma forma de resolver problemas ao antecipá-los.

Quando ocorre um gerenciamento de modo eficiente, desde a aquisição até o descarte, a empresa vai se beneficiar com:

Trabalhar com últimas tendências

O que hoje é algo novo no mundo da tecnologia, amanhã já pode ser considerado algo ultrapassado. Isso acontece porque a tecnologia evolui muito rápido, tão rápido que só de piscar você já perdeu muitas atualizações e novidades.

Contar com a ajuda de profissionais especializados na gestão de configuração e instalação dos dispositivos é uma forma de construir um ambiente que atende as necessidades de uma equipe produtiva e eficiente, sem se preocupar com situações como equipamentos com problemas, uma rede de internet que não funciona e impressoras com vida própria.

Instalação e configuração feita por pessoas que entendem de tecnologia

Gestores que apostam no “faça você mesmo” para configurar e instalar toda a infraestrutura do negócio podem se frustrar facilmente com um projeto que não deu certo.

Quer seja a configuração de uma rede ou instalação de softwares em equipamentos, a melhor escolha é sempre contar com um profissional da área, que saiba o que fazer quando um determinado problema aparece.

A instalação de um sistema, por exemplo, parece ser algo simples, e existem muitos tutoriais na internet que podem ser seguidos por qualquer pessoa que busca uma economia imediata.

Porém, os problemas que podem surgir muitas vezes não estão diretamente ligados à configuração do sistema em si, mas a outros fatores que impedem o seu funcionamento.

Personalização de instalação e configuração de dispositivos

Cada empresa tem as suas próprias necessidades quanto a instalação e configuração de dispositivos.

Existem as demandas básicas como telefonia, internet e hardware, mas em paralelo existem funcionalidades da infraestrutura que exigem especificações personalizadas para que os softwares e aplicativos rodem sem dificuldades.

Com a ajuda de um profissional de TI capacitado, grandes empresas podem contar com planejamentos de configuração e instalação de dispositivos personalizados e sob medida.

Por exemplo, caso um equipamento não seja compatível com um sistema de automação implementado, o técnico será capaz de solucionar o problema e fazer com que todos os equipamentos se comuniquem.

Economia com despesas

Todas as empresas que investem na configuração e instalação de hardware e fazem um acompanhamento do seu desempenho, não precisam se preocupar com grandes gastos de manutenção de equipamentos.

A falta de gestão da configuração e instalação dos dispositivos vai prejudicar diretamente o progresso de uma equipe. Normalmente as empresas deixam para investir na gestão de configuração e instalação de dispositivos no futuro, “em uma próxima oportunidade”, mas no final, isso gera mais despesas.

Como fazer a gestão de configuração e instalação de dispositivos

1. Faça um inventário e mapeamento dos dispositivos

Um bom planejamento antecipa problemas inesperados.

Antes que o trabalho seja feito, um levantamento de todos os dispositivos que precisam ser configurados e instalados deve ser feito.

Essa lista servirá para dois propósitos:

  • Não esquecer de nenhum dispositivo
  • Definir o que deve ser monitorado

Esse inventário vai agir como um guia para o gestor de TI responsável por todos os equipamentos e funcionamento da infraestrutura.

2. Monitore o ciclo de vida de cada um dos dispositivos

Todo dispositivo tem um prazo de validade e essa é a grande desvantagem do mercado de tecnologia.

Para que a produtividade e desempenho da empresa, além da satisfação do cliente, permaneçam altas, o monitoramento do ciclo de vida de cada dispositivo deve ser feito incessantemente.

Lembre-se que um dispositivo ultrapassado ou desatualizado pode afetar uma operação inteira.

3. Crie alertas

Para facilitar o monitoramento de cada dispositivo do seu negócio, crie alertas periódicos que te lembrem de acompanhar o andamento de cada dispositivo.

4. Mantenha as informações de acompanhamento em um único lugar

Não esqueça de fazer o registro de todas as configurações e instalações de dispositivos. O ideal é que o primeiro registro seja o inventário dos dispositivos e, em cada monitoramento, novas informações devem ser adicionadas.

Com essas atualizações será muito mais fácil justificar diante da diretoria a compra de novos equipamentos, trocas de softwares que não agregam ao negócio, atualização de infraestrutura e muito mais.

 

A configuração e instalação de dispositivos é uma tarefa que exige um profissional competente, que desenvolva um projeto capaz de melhorar a eficiente da equipe, a resposta da infraestrutura e evita que possíveis configurações e instalações prejudiquem a rotina das equipes.

A EuNerd conta com uma equipe de profissionais especializados em planejamento, gestão de configurações e instalações de dispositivos.

O seu objetivo é implementar equipamentos que agreguem ao serviço que o seu negócio oferece? Converse agora mesmo com os nossos nerds e descubra como.


Emoji de 2 dedos fazendo o V da vitória