Erros de gestão

Os Erros de gestão que donos de pequenas empresas cometem - e como evitá-los

Gerenciar uma pequena empresa pode ser perigosa. Você tem que se tornar um quebra-galho: precisa aprender vendas, marketing, desenvolvimento de produtos, atendimento ao cliente, gerenciamento de banco de dados, RH - e tudo mais - para manter seu negócio crescendo. Pessoas que entendem muito de várias áreas são chamadas de polímatas. Nós descobrimos, depois de mais de 1 ano gerenciando uma rede de 120 empreendedores, que é extremamente importante concentrar sua atenção no que importa. A Polímatas, nossa empresa, acredita que empreendedores devem ser polímatas, mas isso não quer dizer que você tenha que atirar para todos os lados e, muito menos, aprender absolutamente tudo.

Com base nas histórias de empreendedores brasileiros reais que já passaram por nós, reunimos aqui os 4 erros mais comuns que donos de empresas pequenas cometem.

 

1) Não fazerem vendas sempre.

Muitos proprietários de pequenas empresas estão presos em um ciclo de vendas-operação. Em outras palavras, quando estão ocupados, eles não fazem vendas e marketing. O que significa que, quando esses compromissos acabaram, eles estão desprovidos de leads ou novos projetos à vista. Em vez disso, você precisa desenvolver uma estratégia para manter contato com as pessoas durante um longo período de tempo, seja por meio de newsletters, mídias sociais ou outros canais.Os clientes querem ser educados e receber material pouco a pouco que lhes ensinem sobre suas empresas; eles não querem só ouvirem pitches de vendas. Isso significa que você não pode simplesmente atacá-los com ofertas de desconto quando você precisa ganhar dinheiro. Você deve se concentrar em construir um relacionamento e fornecer informações úteis o tempo todo, de modo que, quando estiverem prontos para comprar, será de você.

Descubra qual sua taxa de conversão e mantenha um fluxo constante de de leads em todas as etapas do funil. Por exemplo: na Polímatas, nossa meta é ter pelo menos 30 novos leads por semana e 20 inscritos em nossos eventos. Com isso, mesmo que estejamos focados nas operações (criação de novos eventos e operações deles), é importantes estarmos de olho em nossas vendas.

 

2) Agirem como se fossem grandes

No passado, muitas pequenas empresas tinham vergonha sobre seu tamanho, como se fosse ruim trabalhar em uma empresa pequena. Elas sempre queriam ser como grandes corporações, porque a mentalidade era “quanto maior, melhor". Um exemplo disso são nossos pais, que já nos olham torto quando não estamos trabalhando em alguma empresa de renome. Mas esse não é o caso mais. Agora, as grandes corporações querem parecer pequenas. As pessoas querem atenção pessoal e flexibilidade - as coisas que os pequenos empresários podem oferecer. Seus clientes ainda querem profissionalismo, mas hoje as pessoas querem mais atenção e personalização antes da burocracia. Claro, mega empresas tendem a não confiar nas pequenas; ainda assim, o posicionamento como “startup” dá a qualquer negócio um ar de modernidade.

 

3) Não olharem os números.

Um grande número de donos de negócios não conseguem responder com confiança sobre quais são seus números: quantos leads em aberto, faturamento do último mês (ou 3 meses), perspectivas futuras de receita, taxa de conversão, taxa de churn (caso tenha), entre muitos outros tipos de dados, conforme o tipo de negócios. Muitas vezes, eles possuem algum sistema que já coleta esses dados, como o Google Analytics ou um CRM, mas não monitoram.

A maioria das pessoas se concentra demais nas vendas e nos lucros, e não é suficiente no fluxo de caixa. Você precisa monitar seus KPI (ou fatores críticos de progresso) se quiser ter uma noção sobre como sua saúde empresarial está.

Quer uma dica? Comece a ler artigos sobre KPI, participe de um evento sobre como monitorar resultados de marketing e vá testando quais métricas funcionam melhor pra você e contribuem mais para o sucesso de suas vendas.

 

4) Não monitorarem as tarefas.

Os proprietários de pequenas empresas não respondem a ninguém - o que torna essencial que evitem a procrastinação e faça as coisas. Muitos empreendedores não estão preocupados com a produtividade, porque tudo é essencial ao seus olhos. Mas quando você está executando uma pequena empresa, você não pode perder tempo em itens não essenciais. No final do dia, descubra duas coisas que você precisa fazer no dia seguinte e faça essas duas coisas antes de verificar seu e-mail, CRM ou redes sociais. Quando você verifica outras coisas, você começa a reagir aos estímulos e perder o controle do seu dia. Tire um tempo para trocar ideias com outros empreendedores sobre produtividade na gestão de um negócio.

 

Identificou em você alguns desses erros de gestão que donos de pequenas empresas costumam cometer?

Se sim, é importante você ir atrás de mais conteúdos sobre esses, justamente para poder melhorar o seu eu-empresário. Pensando nisso, nós da Polímatas criamos uma rede de empreendedores que trocam conhecimento sobre gestão e negócios. Nos reunimos toda semana para falar sobre nossas práticas em email marketing, gestão de pessoas, finanças, jurídico, vendas e todas as áreas que estão envolvida em empreendedorismo.

Se você quer saber mais, confira a nossa página: https://www.polimatas.com/

Daniel Tutida

Chief Marketing Officer at Eunerd.

Linkedin

Você também pode gostar de...

Mais links